A constrangedora novela do Enem

Editorial Jornal da Tarde- 22-01-2011 – página A/2 – “O governo não tem mais como evitar a adoção de medidas para corrigir os problemas do Enem” – O mais recente capítulo da novela de trapalhadas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), agora envolvendo também o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), compromete de vez a credibilidade deambos e deixa em constrangedora o Ministério da Educação (MEC). Uma nota oficial de técnicos do MEC, na qual eles admitem que o sistema de informática do órgão pode não ter sido planejado para atender à demanda, mas garantem que estava imune a erros e até mesmo a risco de manipulação, na formalização das inscrições, foi desmentida, de forma contundente, por estudantes cariocas.

Um deles, Lucas Guilhon, candidato aos cursos de Informação e Meteorologia da Universidade do Rio de Janeiro (UFRJ) foi incisivo: “Tenho o print screen e não estou maluco. Contra fatos não há argumentos. Tenho provas concretas”. Houve manipulação de informações, dados sigilosos – como telefones, e-mails, notas e números de inscrição – foram violados e muitos estudantes afirmam ainda que suas opções de curso foram mudadas entre a noite de segunda-feira e amanhã de quarta-feira.

De fato, técnicos do MEC não conseguem explicar por que razão vestibulandos que se inscreveram pra cursos em determinadas instituições tiveram seus nomes registrados em cursos diferentes de outras faculdades, muito distantes das pretendidas. Há casos em que a distância entre elas é de mil quilômetros.

O período de inscrição já terminou, mas a novela do Enem e do Sisu pode ter novos capítulos, porque advogados de estudantes prejudicados e integrantes do Ministério Público Federal estão entrando com ações civis públicas e pedidos de liminar na Justiça, nas quais questionam o edital do Enem e decisões do Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que é oórgão encarregado de selecionar os candidatos às 83.125 vagas oferecidas por universidades públicas e promover a inscrição dos escolhidos.

Se a Justiça Federal conceder as liminares que pedem a suspensão da divulgação dos resultados da seleção, isto pode levar ao adiamento do início do ano letivo e, consequentemente, prejudicar o planejamento das atividades didáticas em 2011. Assinale-se que, em decorrência dos problemas do Sisu, o começo das inscrições no Fundo de Financiamento do Ensino Superior já foi adiado para o final do mês e o prazo de inscrição do ProUni teve de ser prorrogado.

Em 2009, quando o Enem foi marcado por problemas com a formalização das inscrições, a elaboração de questões, o vazamento de provas e a divulgação de gabaritos e informações básicas, o governo federal não fez o que deveria para corrigir as falhas. A situação se agravou desde então e não há mais como evitar a adoção de medidas enérgicas.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: