MAIS FALHAS NO ENEM

Editorial Jornal Agora – 9-11-2010- Há poucas certezas na vida. Mas o governo federal tem se esforçado para acrescentar mais uma à lista: a de que todo ano haja podemos com o Enem.

Depois de meses de desastres – prova roubada, questões que vazaram, gabarito errado -, novas falhas marcaram o Exame Nacional do Ensino Médio de 2010.

Dessa vez, cabeçalhos dos cartões-resposta foram trocados, confundindo muitos estudantes. Parte das provas também continha questões repetidas ou ausentes.

Desse jeito, fica difícil garantir a seriedade do processo e fazer os estudantes confiarem que o resultado final foi justo.

O objetivo do governo é transformar a prova no principal mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior.

O novo exame tem inúmeras vantagens sobre o antigo vestibular. Em vez de checar a decoreba dos adolescentes, ele exige, do candidato, que saiba pensar.

Isso acaba tendo reflexos positivos sobre o próprio ensino médio, que poderia melhorar.

Mas nada garante que todos esses efeitos positivos, imaginados pelo governo, venham a acontecer. Várias universidades, assustadas com os problemas, têm desistido do Enem.

Sem a adesão de um número cada vez maior de instituições, será difícil cumprir a promessa de substituir o vestibular.

O Ministério da Educação deve uma satisfação – e soluções – para os 3,4 milhões que fizeram a prova.

Deve também pensar no futuro do Enem. Se não se mostrar confiável, essa iniciativa, que é sem dúvida positiva, pode ir por água abaixo.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: