DIA MUNDIAL DO PROFESSOR

DIA MUNDIAL DO PROFESSOR

As Nações Unidas celebram, em 5 de outubro, o Dia Mundial do Professor

Não é muito tradicional entre nós, entretanto, as Nações Unidas marcaram para este 5 de outubro, o Dia Mundial do Professor, destacando o trabalho de profissionais em áreas de desastres naturais, conflitos e outras crises; sob o tema “Recuperação Começa com Professores”, a agência organizou uma exibição de fotos e uma página de internet com histórias dos chamados “professores-heróis”. Segundo a agência, os professores têm um papel vital na reconstrução social, econômica e intelectual.

Para falar dessas experiências, a Unesco convidou, para sua sede, em Paris, professores de Israel, Lesoto, Haiti, Mali, Laos e França. Eles irão trocar informações sobre suas atuações em condições adversas.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, disse que os professores são “construtuores da paz”, e que eles preparam o caminho para que as pessoas possam viver em sociedade ao promover respeito, tolerância e solidariedade.

O Dia Mundial do Professor também chama a atenção para a defasagem, em alguns países, do número de docentes em relação à demanda dos alunos.

Segundo a Unesco, pelo menos mais 9 milhões de professores terão que ser contratados até 2015 para cumprir a Meta do Milênio de educação universal.

De acordo com o professor José Maria Cancelliero, presidente do Centro do Professorado Paulista (CPP), “a falta de cursos de formação continuada para os professores e de uma remuneração justa, impossibilita o Brasil de atingir a qualidade que tanto precisa para sustentar, no mínimo, a educação básica. É melancólico. Porém, diante dos baixos salários oferecidos aos professores é fácil entender por que poucos jovens acabam seguindo a carreira do magistério, no Brasil. O problema é que os professores com melhor nível de formação, na maioria nascidos em classe social mais privilegiada, buscam melhores salários em áreas mais atraentes”.

O próprio MEC admite que os alunos têm chegado à faculdade com imensas deficiências de aprendizado.

“Não é difícil notar que a estabilidade de emprego, sem dúvida alguma, representa uma isca às classes populares, para serem professores em escolas públicas. São esses fatores que colocam em risco o futuro do nosso país, uma vez que a educação é a base para o desenvolvimento de toda a nação”, alerta o professor Zé Maria.

SECOM/CPP – com informações da uol/educação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: