AINDA AS ELEIÇÕES.MUDARÃO OS HOMENS? E A EDUCAÇÃO COMO FICARÁ?

Educação!

Afinal o que significa essa palavra abstrata tão misteriosa, tão envolvente, que está todos os dias, todas as horas, todos os minutos, todos os segundos na boca dos cidadãos, como se ela possuísse uma magia para resolver todos os problemas do País, como se ela fosse a tábua da salvação?

Educação é o processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral do ser humano. É um ato de civilidade e polidez (Aurélio). Esse é o significado desta palavra que (o que é uma pena) é muito usada nas campanhas políticas, na busca de votos, nos palanques, nos programas de TV e rádio, e na imprensa escrita.

Estamos há poucos dias das eleições gerais no Brasil e as promessas dos candidatos deixam a população já sonhando com um futuro no qual a Educação será a prioridade dos vencedores. Vencedores, sim, porque eleição não passa de uma competição na qual os candidatos que mais prometem (mesmo não entendendo do assunto), acenando com a receita mágica para todos os problemas educacionais, vencem.

O povo acredita. Vota. Mas, depois, tem que cobrar daqueles em quem votou as promessas de campanha. Tem que cobrar, mas cobrar alto, porque mudam os homens, mas a Educação fica à espera de ser encarada com mais responsabilidade, com mais seriedade. Afinal, a educação é responsável pelo futuro de todo e qualquer cidadão, e pelo futuro do nosso País.

Você, cidadão, que ainda não sabe em quem votar, pense e reflita, procure se informar, de fato, quem viveu, vive e conhece todos os problemas educacionais. Quem almeja uma escola com ensino de qualidade, que enriqueça cada vez mais o intelecto dos seus alunos, seja de qual série for, uma escola onde não basta somente instruir, mas, acima de tudo, educar, preparar o cidadão para o futuro, quando ele poderá dirigir o destino do Brasil e do seu povo. Por isso, precisa refletir muito em quem votar.

Comprometimento sério com a Educação deve ser a qualidade número um de qualquer candidato. Porque os homens mudarão, as eleições passarão, mas a Educação ficará e é preciso que ela seja respeitada, valorizada, cada vez com mais qualidade. Que ela não seja uma simples palavra do dicionário e nem usada para atrair votos.

Ela é muito mais do que isso. Ela é e deve ser, sempre, o principal objetivo de todo candidato que busca um melhor destino para o nosso País.

Loretana Paolieri Pancera é professora aposentada e 1a vice-presidente do CPP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: