DIRETORA DO CPP DE SÃO BERNARDO FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DOS PROFESSORES

DIRETORA DO CPP DE SÃO BERNARDO FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DOS PROFESSORES

Diretora da Sede Regional de São Bernardo do Campo do Centro do Professorado Paulista (CPP) – profa. Laismeris Cardoso de Andrade critica as condições e a maneira que a classe é tratada no Estado de São Paulo

O Centro do Professorado Paulista (CPP) foi formado por um grupo de professores em 1930, preocupado em representar e lutar pelos direitos dos professores no Estado de São Paulo, que naqueles tempos, já era a maior categoria profissional do serviço público.

Quem fala a respeito desse importante profissional é a diretora da unidade do CPP de São Bernardo do Campo, Laismeris Cardoso de Andrade. Ela exalta as dificuldades que os professores sofrem para exercer o seu trabalho, tão importante para construir o futuro do país, além da bandeira levantada pela entidade.

Exata: Ao longo desses anos, quais foram as principais reivindicações obtidas com sucesso pelo CPP?
Lais: A principal reivindicação, acredito, entre todas do CPP foi a aposentadoria de 25 anos para o professor. Então logo no início, o CPP reivindicou a aposentadoria especial. Continuamente, temos trabalhado em prol da classe no sentido da vida funcional do professor em todos os desacertos e erros que a legislação poderia apresentar, chegando às assembleias, tratando com os governadores e secretaria da educação em todos os sentidos em que o professor em seu direito foi prejudicado até agora. E o que há de mais importante foi exatamente essa aposentadoria, porque o professor sofre dificuldade, as condições precárias de trabalho, professores que foram agredidos e a sociedade não sabe.

Exata: Recentemente, o estado de São Paulo teve a greve dos professores e houve, inclusive, quem dissesse que o ato foi uma manobra política, por causa da proximidade das eleições. Gostaria que a senhora comentasse a respeito desse incidente.
Lais: Não foi uma manobra política, pois o professor não está para isso. Esses profissionais pertencem a uma classe tão sofrida e querem apenas sobreviver, muitas vezes sem ter condições de trabalho. Antes da paralisação ser solicitada, buscamos negociações, pedimos a database, que tem que existir e ser cumprida. Então, por essas razões que os professores pararam as suas atividades.

Exata: Existe alguma estatística a respeito da promoção automática, algo que indique quantos alunos saem da escola sem saber ler ou escrever?
Lais: Não tenho essa estimativa da promoção automática. Mas sei que quando as escolas de Washington estavam caindo em qualidade de ensino e a promoção automática se mostrou como uma decepção, eles tiraram isso dos Estados Unidos, enquanto temos esse modelo aqui. Muitas crianças vão para a quinta série sem saber ler, mas não é culpa do professor. Com essa história do bônus, a escola que tem um índice alto de promoção, recebe a bonificação, mas nas instituições que não tem um alto índice, professor é tido como incompetente. Não é levado em conta realidade do aluno, chegando a ter crianças subnutridas, com lares desajustados, que precisam mais de carinho do que professores em sala de aula.

Exata: Lais, uma consideração final aos professores.
Lais: Os professores são trabalhadores, querem lutar pelo melhor e para isso devem ter condições básicas de trabalho. Professor não é vagabundo e quando falta é proque está doente ou quando tem perseguição na escola onde trabalha. A violência contra essa classe é diária. Professor apanha, tem carro depredado, dentes quebrados, leva tiro. Mas eles continuam querendo trabalhar. Então que seja considerado que o professor é a coluna cervical da nação. É ele que cria riqueza, luta pelo melhor para a sociedade, educa todos. O professor é o espelho da nação e sempre será. Ele continuará lutando, porque ninguém se atira a um sonho sem gostar e sem querer. Essa é a proposta do CPP, lutar contra as injustiças que os professores sofrem.

Fonte: Jornal Extra – São Bernardo do Campo
Publicação: 9 a 16 de julho de 2010 -pág.2

SECOM/CPP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: