Educação paga hoje atrasados para professores

Fonte: Jornal Agora-7-05-2010-página A/11 – matéria CPP – Educadores que passaram na prova de valorização pelo mérito recebem hoje primeiro salário reajustado, com parcelas retroativas a janeiro.

Os 44.569 profissionais do magistério estadual que passaram na prova do Programa de Valorização pelo Mérito recebem hoje o primeiro salário com reajuste de 25% sobre o salário-base.

Além disso, a Secretaria de Estado da Educação também vai pagar as parcelas atrasadas de janeiro, fevereiro e março – isso porque o aumento é retroativo a janeiro, mas só agora passou a integrar a folha de pagamento dos servidores.

O programa concede aumento para até 20% dos integrantes do magistério – estimados em 220 mil.

Só ontem os servidores tiveram a confirmação de que as parcelas atrasadas seriam pagas hoje. A consulta ao valor dos atrasados foi liberada ontem no site da Secretaria de Estado da Fazenda, por folha suplementar. A consulta ao holerite, por sua vez, já estava no ar na semana passada.

Os sindicatos são contra. Para o CPP (Centro do Professorado Paulista), promover só 20% da categoria é injusto.

Os servidores fazem assembleia hoje, às 14h, na praça da República (região central). A categoria, que suspendeu a greve no dia 8 de abril, cobra uma resposta do governo para a negociação.

Pagamento sai hoje – O reajuste já está aplicado na folha deste mês;

Parcelas retroativas – O reajuste é retroativo a janeiro;

Exemplo: Um professor com salário-base de R$ 1.000 terá um reajuste de 25% sobre esse piso; Assim, neste mês, ele receberá R$ 250 a mais; Além disso, ele terá os atrasados de janeiro, fevereiro e março; Essa folha suplementar será, então, de R$ 750, com as três parcelas.

Novas regras da GAM – Neste salário, as novas regras da GAM ainda não estarão valendo; A primeira parcela da GAM incorporada virá apenas no próximo pagamento, em junho.

Entenda o reajuste – O que é a prova – Avaliação criada pela Secretaria de Estado da Educação para dar reajuste de 25% no salário; Para receber, é preciso obter nota seis na prova, que vale dez pontos;

Tempo no cargo – Estar no mesmo cargo há, pelo menos, quatro anos ou 1.460 dias de exercício;

Tempo na escola – Estar na mesma escola há, pelo menos, 1.168 dias; No caso de professor temporário, o período entre a dispensa dele e a retomada da função poderá ser considerado na somatória do tempo na escola.

Frequência – Atingir, pelo menos, 2.304 pontos na tabela de frequência nos últimos quatro anos; A pontuação é estabelecida por mês; Na tabela, 31 faltas por mês correspondem a zero; Nenhuma falta equivale a 60 pontos.

Primeira colocada é do interior – A professora Daura Rita Marques Guimarães, 41 anos, de Votuporanga, foi a primeira colocada na prova de valorização pelo mérito. Formada em 1190 pela Unesp de Assis, ela leciona história há 19 anos. Hoje, Daura dá aulas para 7a e 8a séries e para ensino médio. Para ela, a prova não foi difícil. “Eu já tinha lido alguns livros sugeridos na bibliografia, e isso ajudou”, conta. “Eu não sou contra a prova, mas acho que deveria ser aumento no piso da categoria, que é baixo”, afirma.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: