Professor aprovado receberá aumento em maio

Jornal Agora – 30-03-2010 – pág. A/11 – matéria do Centro do Professorado Paulista (CPP)

Exame  de promoção dos educadores da rede estadual irá conceder 25% de reajuste aos 44.569 aprovados. Grana será retroativa a janeiro. Os 44.569 professores que obtiveram a nota mínima no exame de promoção da rede estadual – pelo programa Valorização pelo Mérito – irão receber aumento de 25% no salário no pagamento de maio, segundo informações do secretário de Estado da Educação, Paulo Renato Souza. A grana, que será retroativa a janeiro deste ano, será depositada no dia 7 de maio (quinto dia útil do mês).

Serão divulgados amanhã, no “Diário Oficial” do Estado, os nomes dos professores que terão aumento de salário.

Com o reajuste, um professor de educação básica 1 (1a a 4 a série) que tem salário de R$ 1.309,17 (jornada de 40 horas) passará a receber R$ 1.636,47 por mês.

Este é o primeiro ano de vigência do exame de promoção, que concederá, anualmente, reajuste de 25% para até 20% dos integrantes do magistério. O número de servidores beneficiados dependerá do orçamento disponível pela pasta, em cada ano.

Portanto, é possível que alguma gestão dos anos seguintes queira reajustar os salários de apenas 10% dos integrantes do magistério.

Neste ano, a promoção será concedida à cota máxima, de 20% do magistério – a Educação estima em 220 mil os servidores que atuam como professor, supervisor, diretor, coordenador pedagógico e assistente de diretor de escola.

É possível que um número maior do que os 44.569 professores tenham atingido a nota mínima (seis pontos, de um total de dez), mas não terão o aumento porque ultrapassaram o limite de 20% dos servidores que podem receber a grana. A secretaria não informou o total de aprovados.

Requisitos – Para fazer a avaliação, os candidatos precisaram cumprir alguns requisitos, como tempo mínimo no mesmo cargo e na mesma escola, além de pontuação obtida na sala de aula (faltas).

No caso do tempo no cargo, foi necessário ter, pelo menos, quatro anos ou 1.460 dias de exercício.

Além disso, o docente deveria estar há, pelo menos, 1.168 dias (aproximadamente três anos e dois meses) na mesma escola. As transferências e remoções ocorridas a critério da administração não foram descontadas.

Por fim, os professores precisaram acumular 2.304 pontos em uma tabela estabelecida para quantificar a frequência deles na sala de aula – quanto menor o número de faltas, mais chances eles tiveram de participar da prova.

No total, 135.835 docentes se inscreveram para o exame. Porém, segundo estimativa da secretaria, apenas 94.787 atendiam a todos os requisitos e estavam aptos para concorrer ao reajuste. Do total de inscritos, apenas 93.402 fizeram a prova (aplicada em janeiro e em fevereiro).

Como é o sistema que dá reajuste – quando sai o pagamento – em maio; Resultado das provas – A lista com os aprovados sai amanhã, no Diário Oficial do Estado.

93 mil servidores, entre diretores, coordenadores, professores e supervisores fizeram a prova.

Entenda como funciona – Para quem é o reajuste: Para todos os integrantes do magistério estadual paulista (cerca de 220 mil servidores); No entanto, o aumento só será dado para até 20% desse total, ou seja, 44 mil funcionários; Neste ano, o secretário garantiu que, se 44 mil professores tirarem seis na prova (e tiverem cumprido todos os requisitos), todos terão o acréscimo de 25% no salário; O aumento será incorporado à aposentadoria.

O que é a prova: 1) É uma avaliação criada pela Secretaria de Estado da Educação para definir quem pode ganhar o reajuste de 25% no salário; 2) Para receber, é preciso obter nota seis na prova, que vale dez pontos.

Sobre a prova – Tempo no cargo:  estar no mesmo cargo há, pelo menos, quatro anos ou 1.460 dias de exercício.

Temo na escola: – Estar na mesma escola há, pelo menos, 1.168 dias (aproximadamente três anos e dois meses dos quatro anos de tempo no cargo); No caso de professor temporário, o período entre a dispensa dele no final do ano e a retomada da função no ano letivo seguinte poderá ser considerado na somatória do tempo na escola.

Frequência – Atingir, pelo menos, 2.304 pontos na tabela de frequ~encia nos últimos quatro anos; A pontuação é estabelecida por mês; Na tabela, 31 faltas por mês correspondem a zero; Nenhuma falta equivale a 60 pontos.

Como funciona o reajuste – Foram criadas cinco faixas salariais em cada uma das carreiras do magistério estadual; Quem passar de uma faixa para outra conquista 25% de reajuste; A partir da faixa 2, é preciso estar no mesmo cargo há, pelo menos, três anos para passar para as faixas seguintes.

Críticas ao sistema – Os sindicatos dos professores criticam o programa do governo; Isso porque a categoria reivindica reajuste para todos os funcionários do magistério; Como esse reajuste de 25% só chegará para 30% da categoria, eles dizem que o sistema é excludente e não substitui a reivindicação dos professores.(AMV)

Anúncios

Uma resposta para Professor aprovado receberá aumento em maio

  1. Soraia disse:

    No pagamento de maio os professores não receberam o aumento retroativo a janeiro. Haverá uma folha complementar??
    Vai ficar por isso mesmo??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: