Temporários devem ter 244 dias de trabalho

Jornal Agora – 24-03-2010-pág.A/12 – Temporários também têm direito ao bônus da Educação, desde que tenham trabalhado, pelo menos, 244 dias no ano passado (o correspondente a dois terços do ano), informa a Secretaria de Estado da Educação. A regra é a mesma utilizada no ano passado.

Se o funcionário começou a trabalhar na rede após o dia 2 de maio, ele não completou os dois terços exigidos.

Se o servidor entrou na rede antes desse limite, mas faltou e não completou os 244 dias, também não terá o bônus.

Por exemplo: um funcionário do apoio escolar que começou a trabalhar no dia 31 de maio não terá o bônus, mesmo que a escola dele tenha melhorado no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo), já que só terá trabalhado 214 dias.

O governo estadual não divulgou o número de funcionários temporários dentre os 209. 833 servidores que receberão o bônus.

Em 1009, a Educação estadual encerrou o ano com 274.623 servidores, sendo que 109. 791 eram temporários, entre profissionais do magistério (professores, diretores), do apoio escolar e das áreas técnica e administrativa.

No ano passado, cerca de 16.700 temporários podem ter ficado sem o bônus porque não completaram 244 dias de trabalho, segundo funcionários entrevistados pelo Agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: