Professores

Jornal Cruzeiro do Sul – cidade Sorocaba – 23-03-2010- comentário professor José Maria Cancelliero – presidente do Centro do Professorado Paulista (CPP)

Sou professora aposentada e posso dizer com certeza, a carreira do docente foi conquistada com muita luta, e o governo que aí está se nega ouvir e dialogar nesses dezesseis anos de governo do mesmo partido em nosso Estado. O governo culpa os professores como únicos culpados pelos problemas apresentados pelas escolas públicas, salas superlotadas, salários baixos, de que é a culpa? Resolveu esse governo que aí está avaliar o professor, que ele mesmo preparou há quase 20 anos. Já pensou esse governo nas consequências?… Sabe como? Através do voto. Vamos pensar seriamente. Professora Neuza de Moraes Silva.

(meu comentário) – Os profissionais da rede estadual vivem, há alguns anos, os piores momentos na carreira. Ano após ano, os salários, que já eram baixos, se encolhem diante de uma política que nega reajustes. A autonomia para elaboração e condução de seu trabalho foi subtraída e o processo educacional foi reduzido a uma nação mecânica, baseada  na execução de cartilhas e apostilas. A superlotação das salas e a sobrecarga de trabalho impedem a realização de qualquer proposta séria e causam um desgaste físico e emocional insuportáveis. A violência explode nas escolas, fruto da ausência de investimentos, de políticas sociais e do próprio processo de desumanização que ocorre. O Centro do Professorado Paulista (CPP) cumprimenta os profissionais da Educação pela lição de resistência e cidadania e, principalmente, por não se deixar atingir pelas ameaças e pela opressão do governo. “Nossa luta é justa. As reivindicações mostram o nosso compromisso com a defesa do direito à educação e a nossa coragem para enfrentar aqueles que levaram o ensino paulista à falência. Não somos contra o bônus. Só gostaríamos de ter nossos salários reajustados e recuperar o nosso poder de compra. Em 2009, o governo não repôs sequer a inflação. Ressalto que apesar de o governo anunciar que 117 mil servidores receberão mais de R$ 2.500, quase a mesma quantidade de servidores receberá valores bem menores, que podem chegar a R$ 100,00 ou a R$ 10,00. O governo deveria utilizar estes recursos para reajustar os salários. Neste ano, o orçamento do bônus é de R$ 655 milhões. Transformar este valor em índice de reajuste beneficiaria toda a categoria, inclusive os aposentados, que são os mais prejudicados por esta política do governo”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: