Ano letivo inicia com ameaça de greve

Fonte: Diário de São Paulo-8-03-2010-página 4 – Secretaria da Educação informa que adesão ao movimento dos professores não deve atingir 2%.

Pouco mais de um mês depois do início das aulas na rede estadual de ensino, os professores ameaçam entrar em greve hoje. A estimativa dos grevistas é ter adesão inicial de 60% dos 210 mil profissionais. Já a Secretaria da Educação diz que a paralisação não deve atingir 2% da categoria.

As principais reivindicações são reajuste salarial de 34,3%, incorporação de todas as gratificações e o fim da prova para os professores temporários.

“Não vamos impedir ninguém de furar a greve. Entre amanhã (hoje) e quarta-feira, vamos visitar escolas e explicar os motivos da paralisação para outros professores, pais e alunos”, afirmam as entidades.

Na sexta-feira, uma assembleia geral está marcada para o vão livre do Masp, na Avenida Paulista, com o objetivo de decidir se a greve continua.

De acordo com a Secretaria de Educação, a paralisação não deve afetar a vida dos alunos, já que a pasta estima uma adesão de, no máximo, 2% da categoria. Segundo o governo, o percentual leva em conta o que se verificou nas duas últimas greves deflagradas, em meados de 2008 e no fim de 2005. Nessas duas ocasiões, os grevistas estimaram a adesão em 70% e 30%, respectivamente. A secretaria alega que a greve atual é política. Acrescenta que o reajuste de 34,3% é irreal e que a prova dos temporários é um instrumento de medição de qualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: