Saresp 2009: alunos do ensino médio vão mal em matemática e professores ficam de “recuperação”

Fonte: site uol-26-02-2010-Mais da metade, ou 58,3% dos estudantes da terceira série do ensino médio da rede estadual de São Paulo têm proficiência em matemática considerada como “insuficiente”, segundo dados divulgados pelo Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) nesta sexta-feira (26). A avaliação mediu os níveis de proficiência em português e matemática da quarta e oitava séries do ensino fundamental e da terceira série do ensino médio.

A porcentagem de alunos com nível insuficiente de conhecimentos na disciplina no ensino médio aumentou em quatro pontos percentuais em relação à do ano passado, que foi de 54,3%. Alunos com conhecimento considerado “suficiente” somam 41,2%. Somente 0,5% estão no nível “avançado”.

O desempenho médio de matemática na terceira série do ensino médio foi 269,4, numa escala que vai de 0 a 500. Em 2008, a média foi 4,4 pontos maior: 273,8. Segundo o secretário Paulo Renato Souza, o número deste ano é semelhante ao de 2007. “É um problema que temos que encarar e que é compatível com os resultados das provas de professores temporários e para promoção, em que, na parte objetiva, o desempenho em matemática foi menor”, diz.

Os exames do Saresp foram aplicados em 17, 18 e 19 de novembro de 2009, e cobraram as disciplinas de português, matemática, história e geografia dos alunos da segunda, quarta, sexta e oitava séries do ensino fundamental e terceiro do ensino médio de escolas que aderiram à prova (cerca de 2 milhões). Nesta sexta, forma divulgados os resultados em português e matemática. As médias de história e geografia só serão publicadas posteriormente.

“Recuperação” – O baixo desempenho em matemática no ensino médio, segundo o secretário, se deve ao nível de complexidade da disciplina, que é maior nos últimos anos do ensino médio; à idade dos alunos, considerada “difícil”, e à formação dos docentes. “Isso não significa que estamos culpando os professores. Eles são vítimas da formação para docentes do Brasil, que tem muita teoria e ideologia e pouca prática”, afirma.

Para complementar a formação dos cerca de 35 mil docentes da disciplina, a secretaria abrirá curso de matemática com duração de 240 horas, que será dado tanto para professores quanto para coordenadores pedagógicos. Eles serão elaborados por professores da secretaria e de universidades e serão dados no contraturno, por meio de teleaulas e atividades pela internet. As inscrições para a formação começam em 17 de março.

Os temas abordados se basearão tanto no desempenho dos estudantes no Saresp quanto nos conteúdos em que os professores apresentaram maior dificuldade nas provas de temporários e de promoção.

Português – Em português, os estudantes tiveram melhora no desempenho em relação ao ano anterior: os índices “suficiente” apresentaram aumento tanto no ensino fundamental (de 66,8% para 68,8% no ciclo I e de 72% para 75,1% no II), quanto no médio (de 66,2% para 69,8%).

Notas – A quarta série foi a que teve maior aumento nas médias de português e matemática. Em português, a nota de 2009 foi de 190,4, contra 180 do ano anterior. Em matemática, a média foi 201, 3 contra 190,5, em 2008.

Neste ano, a oitava série ficou com médias 236, 3 em português e 251,5 em matemática. A terceira série do ensino médio, por sua vez, teve médias 274,5 e 269,4 em português e matemática, respectivamente.

Professor deixe o seu comentário!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: