Professores são demitidos e escola fica sem aula

Fonte: Jornal Agora-25-02-2010-pág.A/5-Escola técnica em Cidade Tiradentes perdeu 41% dos professores no ano passado. A prova para o ingresso de novos estudantes ainda não foi feita. Os 1.200 estudantes da Escola Técnica de Saúde Pública Professor Makiguti, da prefeitura, começaram o ano letivo há quase um mês, mas estão sem boa parte das suas aulas. Dos 32 professores da escola, 13 foram dispensados no final do ano passado. As vagas ainda não foram respostas.

A escola, que fica em Cidade Tiradentes (zona leste de SP), é a única escola técnica pública com especialização em áreas da saúde. Oferece cursos de técnico em farmácia, análises clínicas, higiene dental e gestão em serviços de saúde.

Os estudantes temem que esteja em curso uma operação-desmonte da escola, já que, além da dispensa dos professores, a prefeitura  também não providenciou a realização do vestibulinho para ingresso de novos alunos, que deveria ter acontecido entre novembro e dezembor últimos, e que levaria à admissão de 480 calouros. Até ontem, não havia ainda previsão de quando seria feito o concurso.

“Essa escola é a esperança de profissionalização em uma região que, em geral, é muito pobre em oportunidades”, diz Carlos Roberto dos Santos, estudante de gestão em saúde. No último concurso de ingresso, 2.200 candidatos disputaram as vagas existentes.

Com a falta de professores, alunos que às vezes enfrentam duas a três horas de ônibus para chegar à escola acabam ficando nas salas de aula sem nada para fazer. Na semana passada, os estudantes do noturno assistiram a apenas quatro das 20 aulas previstas. “Eu tinha programado tudo para minha formatura, no meio do ano. E agora?”, pergunta a aluna Bruna Carlina da Silva, 19.

Segundo os alunos, ninguém informa como será feita a reposição de aulas nem se a escola será fechada. O candidato a prefeito Gilberto Kassab (DEM) afirmou durante a campanha de 2008 que investiria pesado na construção de escolas técnicas.

Resposta – A Educação não explicou os motivos para o atraso na realização do vestibulinho que selecionaria os novos alunos. Disse apenas que já solicitou sua realização à Gestão.

Quanto ao quadro de professores, a secretaria afirma já ter encaminhado “solicitação para contratação emergencial e os procedimentos já estão em andamento”. A pasta diz que os alunos não serão prejudicados e que a escola não será fechada.

Professor deixe seu comentário!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: