Sai gabarito de prova para reajuste de professor

Jornal Agora – 04-02-2010-pág.A/11

Entrevistado: Prof. José Maria Cancelliero -Presidente CPP

Reportagem: Amanda Mont’Alvão Veloso

Cerca de 31,3 mil educadores se inscreveram para a prova que poderá aumentar em 25% o salário-base do servidor; sindicatos criticam método

A Secretaria de Estado da Educação divulgou o gabarito da prova realizada, nesta segunda-feira, por professores de educação básica 1 (correspondente aos primeiros anos do ensino fundamental).

Quem não concordar com as respostas poderá entrar com um recurso até hoje, por meio do site da Fundação Cesgranrio (www.cesagranrio.org.br).

Segundo a secretaria, cerca de 31,3 mil docentes se inscreveram. A avaliação traz parte do programa Valorização pelo Mérito, que estabelece aumento de 25% sobre o salário-base para até 20% dos integrantes do magistério estadual paulista.

Assim, só poderão receber o aumento 44 mil do total de cerca de 220 mil servidores da pasta, segundo números informados pela secretaria. Aposentados não poderão concorrer ao aumento.

A limitação do reajuste a apenas 20% dos servidores da educação é criticada pelos sindicatos. Isso porque, além de chegar a poucos, há a possibilidade dessa cota ser ainda menor em governos futuros, já que o percentual não será fixo e estará sujeito aos orçamentos dos próximos anos.

Para a Apeoesp (Sindicato dos professores) e o CPP (Centro do Professorado Paulista), o método é discriminatório, pois exclui 80% dos servidores.

Segundo José Maria Cancelliero, presidente do CPP, a categoria acumulava defasagem salarial de 27,5% em março do ano passado, por não ter tido a reposição da inflação.

Em dezembro de 2009, os dois sindicatos e a Apase (sindicato dos supervisores), entraram na Justiça com uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade) para conseguir suspender o processo de promoção proposto pelo governo.

Na ação, os servidores argumentaram que o sistema de reajuste proposto pelo programa Valorização pelo Mérito foi criado sem que houvesse uma comissão paritária, formada pelo governo e por professores, para discutir a proposta.

Além disso, as entidades questionam a quebra da isonomia salarial, que estabelece que ocupantes de cargos iguais recebam os mesmos salários. Segundo a Apeoesp, com o novo reajuste, professores que têm a mesma formação, jornada de trabalho idêntica e cumprem funções iguais na escola poderão ter salários diferentes.

Para estar apto a receber o aumento, é preciso obter, na prova, pelo menos seis pontos, de um total de um total de dez.

Além disso, nem todos puderam fazer a prova e concorrer ao reajuste. O governo avaliou o tempo mínimo no cargo, na mesma escola e a pontuação obtida pela frequência do professor, calculada sobre o número de faltas.

Fontes: Diário Oficial do Estado de Estado da Educação

Anúncios

One Response to Sai gabarito de prova para reajuste de professor

  1. Maria Cristina disse:

    Não fiz a prova e quero enrar com uma ação o que devo fazer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: