Servidores de SP ficam sem perícia

Jornal Agora -03-02-2010- página A/12

Reportagem: Amanda Mont’ Alvão Veloso

Os médicos do DPME (Departamento de Perícias Médicas do Estado) estão em greve, por tempo indeterminado, desde ontem. Eles realizam os exames de admissão e as avaliações da capacidade de trabalho dos servidores estaduais.

Segundo a Secretaria de Estado da Gestão Pública, são realizadas cerca de 600 a 800 perícias por mês.

A paralisação foi decidida porque, segundo Cid Carvalhaes, presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo, o DPME tenha, há três anos, negociar a melhoria das condições de trabalho. Algumas das reivindicações são: implantação do plano de carreira, piso salarial de R$ 8.595 para 20 horas semanais, retorno da Comissão de Ética Médica e mais autonomia nas perícias.

Em nota, a secretaria diz que foi “surpreendida” pela greve, afirmando que o secretário Sidney Beraldo tinha agendado uma reunião com representantes dos médicos para a próxima quinta-feira. Agora, segundo o governo, a negociação só voltará com o fim da paralisação.

Quem tinha perícia marcada entre ontem e sexta-feira receberá uma ligação dos órgãos de recuros humanos, que irão informar as novas datas para as consultas, que deverão ser feitas nos dias 18,19, 23 e 24 deste mês.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: