Professores fazem prova por aumento salarial

Jornal O Estado de São Paulo- 28-01-2010-página A/17

Começam a ser aplicadas amanhã (29/01/2010) – as provas do progama de promoção por mérito da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo. Mais de 140 mil funcionários da rede se inscreveram, de um total de 220 mil. Diretores, coordenadores e supervisores fazem o exame amanhã.  Os professores divididos entre segunda e terça-feira.

Pelo novo sistema, a cada ano a secretaria dará aumentos de 25% para até 20% dos docentes – aqueles com as maiores notas. Mas, se não houver verba, o aumento pode atingir um número menor de professores. Para concorrer à promoção, o docente precisa estar na rede no mínimo há quatro anos, ter poucas faltas e alto tempo de permanência numa mesma escola.

Dois sindicatos da categoria, a Apeoesp e o CPP, contestam na Justiça o programa, alegando que ele fere a isonomia da classe. As ações ainda não foram julgadas.

 

7 respostas para Professores fazem prova por aumento salarial

  1. Rogéria disse:

    Inacreditável que colegas compactuem com tanta ditadura. Se a classe fosse unida ninguém, compareceria para a prova, contudo, há colegas “ESTUDANDO” feito loucos…farão prova e tudo mais…Por isso, “eles ” continuam fazendo de gato e sapato com toda a classe.
    Ah! Não li em nenhum lugar que o prefeito e seus vereadores fizeram uma prova para receber aumento. Já sei! Eles são da prefeitura!!!

    • zemariacpp disse:

      Prezada Rogéria,
      O seu comentário é muito bem vindo.
      Esse espaço estará sempre aberto para receber
      a sua importante participação.
      Um abraço,
      Professor Zé Maria

  2. Cleonice Ferreira Fernandes da Rocha disse:

    A cada ano que passa td se torna mais difícil,a começar por esse aumento absurdo, onde o aposentado é esquecido.Tenho 20 anos na rede, sou ACT (matemática), trabalhei até dia 17/12 e fiz prova dia 20/12, não passei na prova, corro um sério risco de ficar desempregada, portanto, estou mudando a minha vida, não quero mais ser professor.

    • zemariacpp disse:

      Prezada Cleonice,
      Igual sua situação encontram-se mais colegas.
      A entidade trabalha junto a secretaria de Educação
      para sanar esse erro. Espero que logo volte a atuar
      na carreira logo. Pois, é uma profissão muito digna.

  3. Valdecy Alves disse:

    Meus parabéns pelo blog e não deixe de ler matéria sobre: POR QUE NINGUÉM MAIS QUER SER PROFESSOR? Basta acessar meu blog, clicando em:
    http://www.valdecyalves.blogspot.com

    Não deixe de ler poesias de minha autoria vendo video-poesia, clicando em:

    • zemariacpp disse:

      Prezada Valdecy Alves,
      Seu comentário reflete muito bem a situação do profissional da Educação Pública no Brasil.
      Guardando as devidas proporções, não há necessidade de buscar exemplo no Ceará. Pois, encontramos o descaso aqui mesmo em São Paulo.
      É possível um jovem com nível universitário trabalhar como professor, numa jornada de 30 horas pelo piso de R$ 981,88?
      Enquanto nossos governantes não entenderem que Educação não é despesa, mais sim, investimento, continuamos num País de terceiro mundo.
      Um abraço,
      Professor Zé Maria

  4. Marilisa C Beltrame disse:

    Caro, Zé Maria! Sou associada ao CPP e todas as vezes que vou à assembleia na Paulista ou Morumbi, preciso que a Apeoesp me acolha. É certo que estamos juntos nesse movimento, mas seria tão bom que a nossa associação estivesse mais presente e lotassem ônibus para as manifestações. Isso não seria ótimo? Participo até de comandos de greve nas escolas e não há um companheiro dessa associação ao meu lado! Queria o CPP mais intenso, mais forte! A mídia fica dizendo que os professores são manipulados pela CUT, mas creio que se o CPP estivesse mais presente em todas as escolas e nas assembleias, mudaria muito a fala da mídia. Parece que é uma greve orientada só pela Apeoesp,pela UDEMO, mas sei que não é. Sei que o CPP está lá também, lutando pela categoria, mas precisa aparecer mais. Confeccionar camisetas para todos os associados, fazer reuniões nas sub-sedes,formar equipes para comandos de greve, enfim, agrupar os associados. Claro que vejo alguns professores com camisetas, cartazes e faixas do CPP nas assembleias, mas seria ótimo intensificar o nosso propósito de luta. Sou de Itu e quero parabenizar o prof Alerta e o prof Benedito, pois são os únicos que estão nas assembleias regionais com faixas e panfletos. São professores aposentados e já fizeram muito por nós. Acho que precisamos de uma força jovem, politizada, esclarecida e mais atuante na nossa sub-sede. E isso inclui a mim também, pois estou tão envolvida com os comandos que participo, que nem procurei o CPP. Mesmo assim, é necessário repensar ações. Obrigada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: