Estudantes ficam muito tempo em frente à TV e se alimentam mal

Fonte: Pesquisa do IBGE ouviu quase meio milhão de alunos-21-12-09

A Pesquisa Nacional de Saúde Escolar divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que os estudantes passam mais horas do dia em frente à TV do que recomenda a OMS (Organização Mundial de Saúde). Cerca de 490 mil alunos entre 14 e 15 anos, das redes pública e particular, foram entrevistados. De acordo com o estudo da IBGE, 79,5% deles assistiam TV por duas ou mais horas, enquanto a OMS recomenda que esse tempo não ultrapasse uma hora diariamente. A pesquisa constatou que nem a metade dos entrevistados (43,1%) pratica atividade física regularmente (mais de cinco horas por semana).

Na rede privada, os alunos também são considerados mais adeptos de atividades físicas. Considerado um fator desestimulante para a prática esportiva, o aumento do tempo em frente TV, computador e videogame podem provocar o sobrepeso e obesidade. Esse tempo está associado ao consumo de alimentos calóricos, refrigerante e baixo consumo de frutas e vegetais, além de pouco gasto de energia, alerta a pesquisa.

Má alimentação – Outra constatação da pesquisa é que as meninas comem mais alimentos não saudáveis do que os meninos. O levantamento revela que 58,3% das meninas e 42,6% de meninos comeram produtos considerados não saudáveis nos cinco dias anteriores pesquisa. No geral, 50, 9% dos cerca de 480 mil entrevistados comeram guloseimas uma semana antes da entrevista.

O consumo de produtos não saudáveis supera a ingestão de frutas frescas (31,5%) em todas as cidades avaliadas na pesquisa entre as guloseimas preferidas, os refrigerantes foram citados por 37,2% dos entrevistados.

A batata frita foi citada por 4,7% e os salgados fritos, por 12,5%. Constatou-se também que esse último foi mais consumido nas escolas privadas (14,3%) dos entrevistados) do que nas escolas públcias (12%).

Entre os alimentos saudáveis, os estudantes contaram ter comido mais feijão com o maior percentual de consumo, sendo mais elevado nas escolas públicas. Já as hortaliças foram mais consumidas por alunos de escolas privadas.

Deixe sua opinião a respeito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: