Educação infantil carece de atenção

O Brasil deveria implantar uma rede de atenção ao desenvolvimento infantil que cubra a maioria da população para atacar o problema da desigualdade educacional nos primeiros anos de vida. Esse foi um ponto de concordância durante debate entre James Heckman, prêmio Nobel de Economia de 2000, e o economista Ricardo Paes de Barros, do Instituto de Pesquisa  Econômica Aplicada (Ipea).

Heckman, que ganhou o Nobel pelo desenvolvimento de ferramentas de avaliação de políticas sociais, foi ontem o principal convidado da homenagem organizada pela Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) e pelo Ibmec para comemorar os 55 anos de Paes de Barros. Os dois conviveram academicamente na Universidade de Chicago e em Yale.

Nos últimos anos, Heckman tornou-se um grande defensor dos programas de desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida como a melhor ferramenta para corrigir desigualdades e promover o desenvolvimento social. Ele explica que, quando chegam aos 7 anos, crianças de famílias carentes já apresentam defasagem na capacidade de aprendizado que tende a se manter pelo resto da vida. No caso do Brasil, Heckman e Paes de Barros concordaram que um acompanhamento universal deveria ser o primeiro passo para a seleção de crianças a serem atendidas por uma rede de creches de alto nível.

Informações da Folha de São Paulo – 17-12-09. Deixe seu comentário!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: